Ignorância e conhecimento

“A ignorância gera confiança com mais frequência do que o conhecimento.”
–Charles Darwin

Essa frase soa perfeita para esses tempos de fundamentalismo e mediocridade, potencializados pelo alto poder disseminador da internet.

Basta ler um pouquinho e, pronto, surge um novo especialista. Mas pior que as asneiras ditas por esses “neoespecialistas” são as grandes certezas. Decretadas por eles. Incertezas? Dúvidas? Filosofia? Não, isso é para os fracos.

Bem, então sou um fraco.

***

Retirei essa frase de um texto do EXCELENTE blog PapodeHomem, sobre os quatro estágios da competência em qualquer tarefa. MUITO interessante e vale a leitura.

***

Os quatro estágios da competência em qualquer tarefa

por Fábio Bracht

O aprendizado de algo novo é um processo interessantíssimo, mas que muitas vezes passa despercebido pela nossa mente. Claro, ela está ocupada aprendendo o diacho daquilo que estamos aprendendo, e não com o processo de aprendizado em si.

(Aliás, se você já leu o termo “metacognição” e coçou a cabeça, saiba que ele significa exatamente isso. “Cognição” é processo de conhecer/aprender algo novo, enquanto “meta” é um termo meio complicado de explicar, usado para indicar algo se refere a si próprio. Ou seja: metacognição é “aprender a aprender”. É ir um nível mais a fundo, como naquele filme.)

***

(Atualizado em 05/09/2012 – a pedido do autor, retirei o restante do texto daqui do blog. Caso queira, clique aqui para ler o texto completo no PapodeHomem).

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Cotidiano, Filosofia e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Ignorância e conhecimento

  1. Fabio Bracht disse:

    Sou o autor do texto reproduzido aqui. Agradeço os elogios, mas peço que nunca reproduza textos na íntegra. Isso prejudica o site onde o texto foi originalmente publicado. (Vale para qualquer site, não só para o PapodeHomem.)

    O correto é usar apenas um trecho bem curto e alguns comentários seus para instigar as pessoas que se interessarem a ler o texto no site de origem.

    Muito obrigado pela compreensão,

  2. Nanda Botelho disse:

    Tenho procurado não ter muitas certezas, mas é difícil, pois elas nos dão segurança e estabilidade, atributos de uma vida confortável. rsrs

    Estou ficando amiga das dúvidas. Então elas já não me afetam tanto. Outra coisa que ando desenvolvendo é a compreensão das falhas alheias, estou ficando boa em aceitá-las. Então quando vejo um especialista pego dele o que sinto ser bom pra mim e o deixo em paz com suas certezas. rsrs

  3. Carlos Lessa disse:

    Nanda, é o que já ouvi uma vez: a única certeza que temos nessa vida são as incertezas dela. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s